Tecnomotor

História Tecnomotor



A TECNOMOTOR Spa trabalha há vários anos no sector da Análise de Gases de Escape, Diagnóstico de Motor, Unidades de Recarga de Ar Condicionado, Diagnóstico de Sensores de Monitorização de Pressão de Pneus (TPM) e, principalmente, Diagnóstico Electrónico equipado a bordo de todos os tipos de Veículo (SOCIO para Ligeiros, Motos, Camiões e Veículos Comerciais).

A TECNOMOTOR Spa foi fundada em Parma (Itália) em 1985, como sucessora da Electronic Tecnomotor Srl.

  • A Tecnomotor é líder do Mercado do Diagnóstico de Motor desde 1970;
  • Primeira Empresa italiana a aplicar a metodologia de engenharia inversa ao desenvolvimento de software OBD;
  • Em Dezembro de 1993, a Tecnomotor foi adquirida pelo grupo Nexion. O grupo Nexion inclui empresas que projectam, fabricam e distribuem equipamento para assistência pós-vendas a veículos. As principais empresas do grupo Nexion: Corghi, Mondolfo Ferro, Sice, SimpesFaip, Teco.
  • Em Abril de 1999, a Tecnomotor foi certificada em conformidade com a norma ISO9001

Histórico de produtos

1987 - G381 Primeiro medidor de fumo de fluxo parcial concebido e homologado em Itália. Através de uma pequena sonda introduzida no escape, era possível retirar apenas uma pequena parte do fluxo total. Esta solução inovadora combinada permitiu reduzir as dimensões do medidor de fumo. Além disso, a placa electrónica permitia imprimir os dados com uma impressora interna, verificar a calibragem antes de cada verificação, etc.

1988 - A420 Analisador de sistema electrónico com cabo de ligação em T. Totalmente gerido por microprocessador, incluía 100 programas predefinidos para testar sensores, actuadores e outros componentes em modo estático e dinâmico.

1989 - Archimede Primeiro dispositivo de teste a motores baseado no PC. Com monitor a cores de 14", impressora e caneta óptica, foi desenvolvimento para realizar automaticamente o teste mais importante nos veículos. O Archimede foi desenvolvido para testar sistemas de ignição e injecção, emissões de escape, balanço de cilindros, esquemas electrónicos e para testar directamente os componentes mais importantes dos sistemas electrónicos.

1993 - G430 Primeiro analisador de gases com painel electrónico para gerir o funcionamento principal, com duas bombas (gás de amostra e drenagem de água) e funcionalidades para teste HC "hands-up", teste e fugas e calibragem automática. Estava equipado com um banco de gás OIML Classe 0, fabricado pela Sensors Inc.

1993 - Mathesys Primeiro Instrumento de Diagnóstico Multimarcas no mercado italiano. A mesma plataforma foi utilizada pela Ducati para realizar o primeiro dispositivo de testes oficial da Ducati. Operado através de teclas de função simples, estava equipado com um cartão de memória actualizável que continha a base de dados de marcas completa e com a possibilidade de actualização através das actualizações periódicas de auto-diagnóstico.

1997 - Amico 2000 Primeiro instrumento de diagnóstico a integrar um multímetro/ecrã com auto-diagnóstico. Também é conhecido no mercado sob a designação Diascope. Actualmente, passados 13 anos sobre o lançamento do mercado, o Amico é actualizado com o novo protocolo para as novas centralinas.

2003 - Socio 710 Primeiro instrumento de diagnóstico com ecrã táctil, processador ARM e sistema operativo Linux directamente actualizável através do Web site na Internet. O Socio 700 gere o protocolo mais importante no mercado, pelo que pode comunicar com ligeiros, motos e camiões e utilizar tecnologia Bluetooth para trabalhar com o módulo de diagnóstico remoto. Em 2003, nasce também o Socio 310, o primeiro instrumento de diagnóstico na Europa a utilizar o PC através de comunicação Bluetooth.

2006 - TPM-01  Primeiro instrumento na Europa a efectuar o diagnóstico do sensor TPMS. O instrumento activa o sensor TPMS a Baixa Frequência com modulação OOK. Quando activado, o sensor transmite a pressão, temperatura, etc. em Rádiofrequência. Estes dados são lidos e apresentados no ecrã para verificar o correcto funcionamento do sensor.

2008 - Pokayoke - Filosofia que revoluciona a gestão electrónica do veículo, passando de uma gestão através de diagnósticos para uma gestão através de funções de pesquisa, adaptando-se a várias categorias profissionais cujos requisitos de interacção com a electrónica do veículo são completamente diferentes.